Publicações

publicationc.png
© Pécub

Aqui está a apresentação na contracapa:
Quando alguém age, ele invoca várias faculdades para imaginar, prever, decidir, organizar etc. Pode-se ser tentado a acreditar que a ação depende da eficácia de cada uma dessas funções sucessivamente. A escolha de Ramain é diferente. Ele considera a pessoa como um todo em que cada função depende das outras. Planejar já é considerar a decisão, organizar a ação depende de como você imagina. E vice versa. A rede de possibilidades é imensa, embora nem todas sejam tão desenvolvidas. A ação será ainda mais eficaz quando a pessoa conseguir relacionar o máximo possível dessas habilidades ao mesmo tempo. Mesmo que salte mais alto, o jogador de basquete que salta fora do tempo não é eficaz. É nesse sentido que o Ramain busca aprender a se relacionar, a evitar a triagem prévia que define a priori o útil e o inútil, a ousar o risco de ser surpreendido. É o projeto capital de se tornar Sujeito.
Um livro que tive grande prazer em descobrir e apresentar, comprometido, pragmático, cruzando teoria, prática, testemunho, e que tem seu lugar nas questões que cercam a reformulação da Educação para diversos públicos., Por se colocar como objetivo ético a contribuir para maior humanização.
Extrato do prefácio Marie-Françoise Bonicel

Os autores: Yseult Becquaert, Michel Besson, Marie-Paule Blanchard, Marie-Hélène Devaux, Germain Fajardo, André Jaligot, Pierre Lefeuvre, fazem parte da Association Simonne Ramain internationale (ASRI). Passaram por uma formação pessoal e metodológica no Método Ramain e praticaram-na com várias populações: adultos em formação, jovens na escola ou em dificuldade de integração, deficientes físicos, educadores, professores ... Através da sua ação nas suas atividades e nas suas pesquisas, eles contribuem para o conhecimento do método Ramain.

O Método Ramain Você pode obtê-lo na sede da ASRI pelo preço de € 5.-

alineaa.jpg

NEUROPSICOLOGIA E SUBJETIVIDADE Fundamentos do Método Ramain (edições Alinea - Campinas - SP)

Membro da Associação Internacional Simonne Ramain, Maria Clara NASSIF é formadora nos métodos Ramain e Dia-Log, Fala e Linguagem.
Ela dirige um Centro Terapêutico em São Paulo (Brasil) - CARI Psicologia e Educaçao - onde, com sua equipe também treinada nesses métodos, acolhe pessoas de todas as idades com grandes dificuldades psicológicas.
Escreveu recentemente um Arquivo de Exercícios Ramain - o Arquivo Pré F - que é praticado em particular no Centro Pró-Autista Social do qual é corresponsável e diretora técnica. Ela realiza pesquisas sobre autismo em conjunto com o Serviço de Educação Continuada (SUFCO) - Université François Rabelais (França).


Reproduzimos esta passagem para situar as palavras deste livro: (traduzido do português)
“Depois de muito refletir, acabei optando por uma abordagem que considero a mais viável a princípio: uma abordagem descritiva. A apresentação da evolução de duas pacientes, Bianca, uma jovem médica, e Victor, adolescente, estudante, servirá como base para esta descrição, relacionando o processo vivenciado por essas duas pessoas na psicoterapia ramainista. A partir disso, buscarei estabelecer a articulação entre os procedimentos clínicos e as correlações teóricas em suas diferentes interfaces, de acordo com o plano que segue.
Em resumo, o objetivo geral deste trabalho é apresentar os fundamentos do Método Ramain, ilustrados pela evolução de dois casos clínicos. Este não é um estudo de eficiência, mas sim para identificar três ideias.
A primeira é destacar que a partir de uma experiência do Método Ramain, em um grupo psicoterapêutico, desencadeia-se um processo de mobilidade mental.
A segunda decorre deste primeiro aspecto: a partir da vivência em grupo, novos meios de relação com a realidade, flexíveis e adaptados, irão surgir, indicando uma mudança de estilo de vida, a partir da ideia de que o processo terapêutico possibilita. Um deslocamento, a generalização, para além do seu espaço específico.
A terceira enfatiza que o que foi disparado é mantido ao longo do tempo. Considerando que o acompanhamento é raro no campo da psicoterapia, foi possível entrarmos em contato com um dos pacientes após 22 anos e o outro após dois anos e manter as atualizações por quinze anos após o término dos atendimentos. grupo de psicoterapia. A partir daí, apresentamos um acompanhamento suficientemente significativo para perceber uma estabilização flexível das estruturas mentais, integrando cognição e emoção, a capacidade de manter contato com
o Real."
(página 21)

Maria Clara Nassif e sua equipe publicam o novo livro “Inovaçoes em Psicologia Clinica - programa Abragente Neurodesenvolvimental - PAN”:
Este livro foi escrito em colaboração com membros das universidades de Paris Descartes-Sorbonne, Angers e Tours, da Universidade de Liège, das universidades de São Paulo e do Paranha, bem como com a colaboração de Germain Fajardo, Vice-presidente da ASRI.
É composto por três partes:
- 1ª parte: os fundamentos teóricos do PAN: uma visão biopsicossocial integrativa
Parte 2: a descrição metodológica do PAN, incluindo a contribuição dos métodos Ramain e Dia-Log
Parte 3: uma apresentação de casos clínicos

Apresentação da contracapa:
Inovações em Psicologia Clínica - O Programa de Neurodesenvolvimento 'Abrangente' (global) - PAN insere-se nas perspetivas da ciência contemporânea, destacando, de forma clara e sensível, as diferentes vias de desenvolvimento dos doentes com perturbações do neurodesenvolvimento e, mais especificamente, com autismo.
O PAN privilegia os conceitos de desenvolvimento de uma perspectiva global, incluindo a qualidade de vida do paciente e de sua família.
É um método original e coerente que, nos seus programas terapêuticos, psicoeducacionais e ecológicos, utiliza os fatores ligados ao meio ambiente como fonte de desenvolvimento.
Este trabalho traz um conjunto de conhecimentos atualizados e forte apoio aos pais e familiares de pacientes com transtornos do neurodesenvolvimento, ajudando-os a se compreenderem e se situarem em relação aos caminhos a oferecer aos seus filhos.
Nesse sentido, este livro é também um manual clínico estruturado, de apoio aos profissionais que buscam novas possibilidades de compreensão e intervenção: Psicólogos, Psiquiatras, Pediatras, Fonoaudiólogos, Educadores, entre outros.
"O PAN reflete claramente a missão da Cari Psicologia e Educação, uma Escola da Vida"
Ana Paula Stefani

Publicado pela Chronique Sociale, pode adquirir nas livrarias por 7 €.

Aqui está a apresentação na contracapa:

Apresentado neste livro. o método Ramain permite-te conhecer-te a ti mesmo, condição necessária para te tornares consciente dos teus recursos, das tuas riquezas, mas também das tuas carências, proporciona situações a viver permitindo te motivares, cria com exercícios, um ambiente enriquecido que favorece o desenvolvimento da plasticidade cerebral, favorece as dimensões emocionais e afetivas inerentes a qualquer abordagem que visa um melhor conhecimento de si, introduz um trabalho a partir do corpo, essencial para a percepção de si, coloca a imagem mental e o interesse pelo desenvolvimento processos no centro da ação.

Engajar-se no curso do Ramain significa viver uma aventura pessoal que vai muito além do aprendizado da técnica, do conhecimento, do saber fazer, além do desenvolvimento de certas atitudes fundamentais (escuta, vigilância, aptidão para o discernimento ...).

Embarcar nesse caminho é despertar para uma cultura de tornar-se você mesmo, e isso no e pelo ato de aprender.

Extrato do posfácio de Gérard Wiel

O autor (parte do conselho de diretores da ASR)

André Jaligot, assumiu responsabilidades como diretor da escola na faculdade e no ensino médio profissional. Como chefe da Associação para a Investigação e Formação em Pedagogia (ARFOP), ministra inúmeros cursos de formação, nomeadamente no método Ramain, e apoia equipas docentes nas escolas. É coautor de Despertar para si mesmo - Ampliando as possibilidades - O método Ramain: conceitos e uso (Social Chronicle).

la escuela.jpg

Temos o prazer de anunciar a publicação de um livro em espanhol sobre o Método Ramain.

O autor, Guillermo Ferris, psicopedagogo e mestre em neuropsicologia e educação, membro da ASRI, tem uma longa prática dos métodos Ramain e Dia-log na educação, tanto na Espanha quanto no Peru _cc781905-5cde-3194 -bb3b-136bad5cf58d_.

Guillermo Ferris "não se limitou a cumprir sua missão de educador e professor, mas buscou, além desse belo trabalho cotidiano, por que as crianças que, desde cedo, praticaram o Método RAMAIN-DIA-LOG conseguem, mais facilmente do que outras crianças, a assumir responsabilidades e iniciativas de raciocínio, estudo e elaboração, com consequentes resultados escolares, que devem ser vistos agora e depois, no ensino médio e, porque não, na vida adulta; como o Método RAMAIN-DIA-LOG afeta a aquisição e o desenvolvimento das funções ditas "executivas" e em que medida a Escola, ao descobrir o "verdadeiro alvo a atingir", poderá e desejará acolher os alunos para dotá-los de capacidades psíquicas, mentais e desenvolvimento emocional que merecem. » Germain Fajardo